Sobre as minhas palavras:

Os textos escritos por mim, podem sofrer alterações ao longo do tempo, não que eu mude o seu sentido, mas se eu achar necessário acrescentar algumas palavras pra melhorar o entendimento do que eu já havia dito, eu o farei! E só pra constar, eu escrevo ao calor do momento e muitos dos sentimentos e vontade mudam com o tempo. :}

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Sempre Pensando

É que ela já não sabia mais onde buscar esperança dentro de si pra recomeçar. Estava cansada de estar sempre abaixada, no chão, tratando de recolher os pedaços do seu coração que outrora entragara a alguém pra tomar conta, e que logo depois descobriu que aquela pessoa não tinha tanto apreço pelo seu coração de forma a deixa-lo cair, e se quebrar em mil cacos. Não, não ia mais ser assim. Ela decidiu que ninguém melhor do que ela mesma pra tomar conta de seu coração. Nada de confia-lo a  alguém assim tão rápido. Nada de responsabilizar alguém por ele. Agora ela iria tomar conta dele. Não ia deixa-lo cair por tão pouco, nem tão fácil. Ela decidiu que não ia mais pedir a ninguém pra tomar conta dele. Se alguém o fizesse algum dia, agora, seria por vontade própria. Ia ser alguém disposto a ter zelo por ele. Ela respirou fundo na noite estrelada em que pensava, e pensou se era bom viver diante tais riscos. Sim, foi a resposta que encontrou, mesmo que as perdas doessem tanto, mesmo que ela volta e meia se pegava juntado cacos de sua vida e de seu coração, mesmo que a cada tropeço fosse preciso descobrir uma nova maneira de viver e de agir, não era muito fácil, nem agradável o bastante sempre, mas era bom sim. E valia a pena pagar pra ver o final.


...

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Chove lá fora. A noite fica triste e serena com chuva fina. É como se o tempo parasse para que alguém reflita. Pelo menos é assim que eu me sinto quando eu olho chover. Sinto uma inundação dentro de mim. Como se toda aquela chuva caindo lá fora me fizesse pensar em tudo que eu dei um jeito de esconder dentro de mim mesma, devo ter algum lugar secreto onde eu jogo tudo que me faz mal e depois perco a chave. Mas quando chove, fica nublado, ou algo me faz ficar em suspenso.. tudo isso vem a tona. Não sei como ainda (pretendo descobrir um dia um jeito de mante-los guardados sempre, mais ainda não descobri como), mas é como se a chave fosse sozinha até a fechadura fizesse o favor de se virar e abrir a porta pra liberar tudo que eu tanto lutei pra trancafiar lá dentro. Enfim, certas noites como essa me fazem parar pra pensar. eu sei que na vida faz parte ser feliz e ser triste, rir e chorar. Mas eu juro que daria tudo pra ser beem mais feliz que triiste. E rir bem mais que derramar lágrimas por pessoas e ocasiões não merecedoras dela. Enquanto isso eu deixo passar pessoas e coisas maravilhosas porque ainda não consegui descobrir um jeito de jogar pra fora de mim o que faz mal, e eu sei que enquanto eu continuar guardando (mesmo que seja em algum lugar esquecido) dentro de mim.. tudo vai continuar igual, mais lágrimas do que sorrisos!

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

AMOR É PROSA, SEXO É POESIA

Sábado, fui andar na praia em busca de inspiração para meu artigo de jornal. Encontro duas amigas no calçadão do Leblon:
- Teu artigo sobre amor deu o maior auê... – me diz uma delas.
- Aquele das mulheres raspadinhas também... Aliás, que você tem contra as mulheres que barbeiam as partes? – questiona a outra.
- Nada... – respondo. – Acho lindo, mas não consigo deixar de ver ali nas partes dessas moças um bigodinho sexy... não consigo evitar... Penso no bigodinho do Hitler, do Sarney... Lembram um sarneyzinho vertical nas modelos nuas... Por isso, acho que vou escrever ainda sobre sexo...
Uma delas (solteira e lírica) me diz:
- Sexo e amor são a mesma coisa...
A outra (casada e prática) retruca:
- Não são a mesma coisa não...
Sim, não, sim, não, nasceu a doce polêmica ali à beira-mar. Continuei meu cooper e deixei as duas lindas discutindo e bebendo água-de-coco. E resolvi escrever sobre essa antiga dualidade: sexo e amor. Comecei perguntando a amigos e amigas. Ninguém sabe direito. As duas categorias trepam, tendendo ou para a hipocrisia ou para o cinismo; ninguém sabe onde a galinha e onde o ovo. Percebo que os mais “sutis” defendem o amor, como algo “superior”. Para os mais práticos, sexo é a única coisa concreta. Assim sendo, meto aqui minhas próprias colheres nesta sopa.
O amor tem jardim, cerca, projeto. O sexo invade tudo isso. Sexo é contra a lei. O amor depende de nosso desejo, é uma construção que criamos. Sexo não depende de nosso desejo; nosso desejo é que é tomado por ele. Ninguém se masturba por amor. Ninguém sofre de tesão. O sexo é um desejo de apaziguar o amor. O amor é uma espécie de gratidão posteriori pelos prazeres do sexo.
O amor vem depois, o sexo vem antes. No amor, perdemos a cabeça, deliberadamente. No sexo, a cabeça nos perde. O amor precisa do pensamento.
No sexo, o pensamento atrapalha; só as fantasias ajudam. O amor sonha com uma grande redenção. O sexo só pensa em proibições: não há fantasias permitidas. O amor é um desejo de atingir a plenitude. Sexo é o desejo de se satisfazer com a finitude. O amor vive da impossibilidade sempre deslizante para a frente. O sexo é um desejo de acabar com a impossibilidade. O amor pode atrapalhar o sexo. Já o contrrário não acontece. Existe amor sem sexo, claro, mas nunca gozam juntos. Amor é propriedade. sexo é posse. Amor é a casa; sexo é invasão de domicílio. Amor é o sonho por um romântico latifúndio; já o sexo é o MST. O amor é mais narcisista, mesmo quando fala em “doação”. Sexo é mais democrático, mesmo vivendo no egoísmo. Amor e sexo são como a palavra farmakon em grego: remédio e veneno. Amor pode ser veneno ou remédio. Sexo também – tudo dependendo das posições adotadas.
Amor é um texto. Sexo é um esporte. Amor não exige a presença do “outro”; o sexo, no mínimo, precisa de uma “mãozinha”. Certos amores nem precisam de parceiro; florescem até mas sozinhos, na solidão e na loucura. Sexo, não – é mais realista. Nesse sentido, amor é uma busca de ilusão. Sexo é uma bruta vontade de verdade. Amor muitas vezes e uma masturbação. Seco, não. O amor vem de dentro, o sexo vem de fora, o amor vem de nós e demora. O sexo vem dos outros e vai embora. Amor é bossa nova; sexo é carnaval.
Não somos vítimas do amor, só do sexo. “O sexo é uma selva de epiléticos” ou “O amor, se não for eterno, não era amor” (Nelson Rodrigues). O amor inventou a alma, a eternidade, a linguagem, a moral. O sexo inventou a moral também do lado de fora de sua jaula, onde ele ruge. O amor tem algo de ridículo, de patético, principalmente nas grandes paixões. O sexo é mais quieto, como um caubói – quando acaba a valentia, ele vem e come. Eles dizem: “Faça amor, não faça a guerra”. Sexo quer guerra. O ódio mata o amor, mas o ódio pode acender o sexo. Amor é egoísta; sexo é altruísta. O amor quer superar a morte. No sexo, a morte está ali, nas bocas... O amor fala muito. O sexo grita, geme, ruge, mas não se explica. O sexo sempre existiu – das cavernas do paraíso até as saunas relax for men. Por outro lado, o amor foi inventado pelos poetas provinciais do século XII e, depois, revitalizado pelo cinema americano da direita cristã. Amor é literatura. Sexo é cinema. Amor é prosa; sexo é poesia. Amor é mulher; sexo é homem – o casamento perfeito é do travesti consigo mesmo. O amor domado protege a produção. Sexo selvagem é uma ameaça ao bom funcionamento do mercado. Por isso, a única maneira de controla-lo é programa-lo, como faz a indústria das sacanagens. O mercado programa nossas fantasias.
Não há saunas relax para o amor. No entanto, em todo bordel, FINGE-SE UM “AMORZINHO” PARA INICIAR. O amor está virando um “hors-d’oeuvre” para o sexo. O amor busca uma certa “grandeza”. O sexo sonha com as partes baixas. O PERIGO DO SEXO É QUE VOCÊ PODE SE APAIXONAR. O PERIGO DO AMOR É VIRAR AMIZADE. Com camisinha, há sexo seguro, MAS NÃO HÁ CAMISINHA PARA O AMOR. O amor sonha com a pureza. Sexo precisa do pecado. Amor é o sonho dos solteiros. Sexo, o sonho dos casados. Sexo precisa da novidade, da surpresa. “O grande amor só se sente no ciúme” (Proust). O grande sexo sente-se como uma tomada de poder. Amor é de direita. Sexo, de esquerda (ou não, dependendo do momento político. Atualmente, sexo é de direita. Nos anos 60, era o contrário. Sexo era revolucionário e o amor era careta). E por aí vamos. Sexo e amor tentam mesmo é nos afastar da morte. Ou não; sei lá... e-mails de quem souber para o autor.


sábado, 27 de novembro de 2010

Sentimentos

Engraçado como as coisas mudam tão rapidamente. Eu andava tão triste e tão só ultimamente, mesmo sempre rodeada de várias pessoas, eu me sentia imensamente só. Estava triste, sofrendo por vários minimos motivos, de coração fechado, de alma turva e de corpo tão dolorido, de nada sensato e emocionante me acontecer; de nada bom que me fizesse tremer, ficar de pernas bambas e de coração mole, de alma limpa e revigorada com a vida. Faltava algo, faziam dias que me faltava algo de bom pra apimentar a vida, deixar na boca aquele gostinho que 'bis'. O dia ontem começou até meio mal das pernas, meio fraquinho, devagarinho, preguiçoso e meio mal humorado.. mas algo aconteceu no meio do caminho e o fez terminar como quem veio pulando atrás de um trio eletrico em pleno carnaval, soltando serpentinas e dançando um belo frevo. E antes de dormir, um belo e magnifico suspiro de quem brincou todos os dias de carnaval e vai descansar na quarta-feira de cinzas, literalmente cansado e totalemente extasiado.




- só quem sabe pra entender ;)

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

''/

Não ando muito bem, meu coração tá mal das pernas, meu estomago dói, minhas pernas, meu corpo inteiro anda dolorido. E não é apenas o meu fisico.. minha alma está cansada de tantas surras que leva nessa vida emocional. Só queria um tempo pra me recompor, mas infelizmente a vida não para, e nem espera que eu junte todos os cacos do que sobrou do ultimo baque!


'eu só quero paz e amor'

sábado, 20 de novembro de 2010

é 'aquele velho amor, ainda e sempre' (L)

- uma mente brilhante, um humor que só os que convivem de perto tem o prazer de conhecer, uma confiança na vida contagiante, uma malandragem olhar, um abraço reconfortante.. e não menos importante e o mais notavél aos que apenas veem sem conhecer: um rosto lindo!



- minha amiga linda, minha confidente, minha linda, minha cara HAHA *-*
felicidades? isso eu te desejo todos os dias (SEMPRE)!
paz, amor, amores, estudos, show's de reggae comigo rsrs', direito, liberdade, amizades, saúde, suce$$o o/


ah, desejo também 'uma bebida com gelo e um amor bem quente' (6)


feliz aniversário!
eu te amo; é 'aquele velho amor, ainda e sempre' (L)

domingo, 7 de novembro de 2010

Sonho

Eu tive um sonho ruim. Eu queria muito que ele não acontecesse, mas eu bem sei que meus piores sonhos são quase sempre avisos. E era uma premonição, aconteceu pior, porem, mais facil do que no meu sonho. Era ele com ela, lá, diante de mim, no meu territorio, quando eu menos esperava. Era ela lá, cheia de si e posando de companheira de quem eu aconpanhava. Era o aniversario de um amigo, e infelizmente ele's tambem estaria lá e não era por ele's que eu iria perder. Me vesti com meu melhor sorriso, passei um pouco de coragem no rosto e borrifei bastante dignidade pra enfrentar aquela situação. Foi mais facil do que eu imaginei. Enfrentei meu dragão e distrui ele antes que ele me distruisse. Eu estava com meus amigos, e em seus olhos e suas atitudes eu podia ver que eles torciam por mim e que estavam ao meu lado. Nada como amigos nessa vida. Dragão destruido, hora de aproveitar e descer dessa torre. Talvez existisse algum 'principe' a minha espera lá embaixo. Disposto a fazer minha noite valer a pena. E não é que ele realmente existia? Eu, que tinha passado um dos meus piores dias, estava tendo a chance de terminá-lo da maneira mais bonita possivel. Ele apareceu surgido sei lá de onde. Conversa vai, conversa vem e a princesa teve a chance de, depois de distruir seu dração, ter uma das mais belas noites ao lado de alguem que se encantou por ela.

domingo, 31 de outubro de 2010

o meu amor mais lindo *-*

É só você que consegue me fazer sorrir e até gargalhar nos dias mais difíceis, só você me manda flores antes dormir, me telefona só pra ouvir minha voz te acalentar, zoa do meu sotaque 'arrastado', é você que me faz acreditar que o amor existe, que eu sou amada, que eu posso amar, e que um dia seremos mais felizes juntos. Eu sei que muuuuita gente por ai nem bota sequer um teco de fé nessa historia maluca, que começou a anos e que nem mesmo a gente sabe que rumo vai tomar. Mas você me deixa feliz, saber que você existe, mesmo estando no outro lado do mundo e que você pensa em mim quase sempre, as vezes, é a única razão de um sorriso meu. Enfim, 'o nosso amor a gente inventa e só a gente entende'! Mas ele nos deixa feliz, nos faz feliz, nos permite sonhar e fazer planos. E como eu mesmo te digo 'só você pra me querer tanto assim mesmo conhecendo meus versos e minhas mil faces'.

'eu faço tudo pelo nosso bem, meu bem' ♫
Amo você, Rael! ♥

sábado, 30 de outubro de 2010

Ando com vontade de te falar..

.. algumas poucas palavras. Só pra começar eu vou te dizendo que não vai ser bem assim como você anda pensando. Eu te dei força e coragem pra ir em frente mas não por isso eu vou aceitar qualquer situação do seu lado. Tudo bem que eu não sou nenhuma coitadinha que não sabia de nada, eu sabia muito bem das condições disso antes mesmo de começar e aceitei os riscos. Eu vivia me policiando pra não me apegar a você, que sempre tinha uma palhaçada, uma coisa bonita ou um sonho pra me dizer.. e deu certo. Mas ai alguém inventou de me dizer que o caminho pra mim tava livre e eu como 'qualquer mulher ao lado de um homem como você' me deixei levar pelo momento e me apeguei. Quando eu estava no meu momento mais feliz, como sempre eu levo uma 'trombada' dessas =/ eu te dei forças, me fingi de forte, e me ferrei. Andam me dizendo por ai que você não tá legal, não tão feliz com a situação, mas que anda se deixando levar. Pois bem, só pra você saber: eu ainda te quero bem, muito beem meu bem. Mas não vai ser por isso que eu (agora que já pulei fora dessa confusão), vou voltar pra você e aceitar novamente os riscos. Agora quem decide é o Lá de cima, ou o destino quem sabe.. e se você quiser de novo, vai quer que antes dar um basta nessa historia  decidir qual rumo que você quer!


p.s.: eu sei que eu devo me manter equilibrada e sabendo que é com ela que você vai ficar, mas nada me impede de de vez em quando (só de vez em quando), que eu perca o meu orgulho, me desequilibre e sonhe com você decidindo por mim no meio de toda essa confusão!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

É sempre assim ^^


É sempre a mesma coisa. Você conheço alguem, esse alguem que a principio te faz bem, você se apega, se apaixona, se entrego de corpo e alma.. e ao fim.. só te resta o fim de tudo meesmo. As vezes o fim de algo que só da sua parte começou. Ai vem a dor, amiga dos corações partidos, as lagrimas companheiras de olhos que já veem mais um futuro como imaginavam, e uma sequencia de caras e bocas tristes e amargas quem nossos melhores amigos são capazes de aturar por muito tempo. Ai você começa com uma auto piedade de não querer mais importunar ninguem com sua dor, e se tranca com ela sozinha num buraco sem fim dentro de você até que um dia, cansada de não saber mais dos amigos, de não saber mais como viver, e de estar farta de você mesma (isso mesmo, chaga um momento que nem você se aguenta mais e nem aguenta mais essa cara de carranca triste rsrs), e ai você resolve dar a volta por cima, levantar poeira, procurar os 'velhos e bons' amigos, e esquecer de vez aquele ser inutil que te deixou 'assim' nesse estado deploravel (exagereeei kkkkk' nem sempre é assim), e enfim, você joga um sorriso na cara, solta o cabelo e vai, passear pela vida como quem não quer nada. E quando você menos espera, já está se pegando escrevendo ou colecionando frases 'bonitinhas' porque lembra de 'fulano'.. é você esta apaixonada de novo. e esse circo todo vai começar mais uma vez, que com certeza não será a ultima!



HAHA, bem eu né? Mas essa é especial a você bestzinha ;)
P.s.: espero que te faça pensar sobre tudo isso e perceber que a vida é só um pulo aqui embaixo, e 'isso'.. isso ai que você esta vivendo, que eu estou vivendo.. é APENAS o começo da vida, ainda vem muita coisa (boa e ruim) pela frente!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Engraçado!

Olha só que legaal, a dor que um dia desses dóia taanto e me fazia ficar tãão mal, já não dói mais nem um pouco sequer e só me faz sorrir ao lembrar de todos os bons momentos antes da dor. Mas olha só que engraçado, como a bobona aqui não consegue ficar muito tempo longe de confusão já tratou de arrumar uma nova paixão que pra variar um pouco, só trouxe mais dor e confusão!

Vai ser burra assim lá na China ;~

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O bom da vida é que tudo passa!

Ainda bem que na vida tudo passa. Vê-lo com ela me colocou no meu lugar, de onde eu nunca deveria ter ousado sair. Embora eu parta do principio de que numa situação dessas ele não escolheu foi budega nenhuma, acabaram escolhendo um rumo pra ele; que ele mesmo só vai ver se é o que ele realmente quer com o passar do tempo. E mesmo analisando a cena que vi, e achando que ela estava muitíssimo empolgada enquanto dizia algo, e ele (sempre tão atencioso com as pessoas ao seu redor) estava apenas olhando em frente em um ponto fixo; mesmo assim ele estava com ela. E ele havia se deixado prometer uma conversar entre nós quando ele decidisse algo. Mas ele é homem né, e infelizmente a gente esquece desse detalhe certas vezes quando o encantamento nos pega de jeito. O meu dia foi bom, apesar de tudo, foi bom! Ver aquela criaturinha linda em meus braços me faz sentir o mundo tão distante, tão pequeno, tudo passa a ser insignificante. E logo depois aquela que já se dispensou em cuidados a mim, ali, tão indefesa e molinha. Me doeu pensar que eu estava sofrendo por alguém tão aquém de tudo. Ainda bem que tudo na vida passa, porque essa 'pancada' vai doer ainda, mais vai passar. E ainda bem que eu e Deus só permitimos que as pessoas MARAVILHOSAS e que VALEM A PENA continuem em minha vida!


Vai passar jájá :)

domingo, 19 de setembro de 2010

Tudo passa. Ou não?

Ela acordou cansada naquela manhã. Não que tivesse saído pra badalar no dia anterior, mas porque a vida a tinha deixado assim. Ela trazia no rosto as marcas de uma noite mal dormida, de insonia e pesadelos. Ela não queria estar assim. Dava muito valor a carregar sempre um sorriso no rosto independente do que a acontecesse. Ela sabia que como todas as fases da sua vida, essa também passaria. Podia demorar, ia deixar cicatrizes como todas as outras, mas passaria. Estava doendo mais que os outros, ou talvez não, fosse apenas exagero dela. É que dessa vez parecia desaforo da vida, sabe? Como se ela estivesse tentando tudo em vão.. como se não tivesse chance de ser feliz, e a vida lhe dissesse 'desista, você não entende que não vai conseguir'. Mas ela sabia que isso era apenas passageiro, que a real personalidade dela era persistente, corajosa e teimosa. E que logo, logo viria a tona e despacharia essa melancolia toda pra bem longe.


Assim ela espera. 

sábado, 18 de setembro de 2010

Capital :)

''Nem tudo é como você quer
Nem tudo pode ser perfeito
Pode ser fácil se você
Ver o mundo de outro jeito

Se o que é errado ficou certo
As coisas são como elas são
Se a inteligência ficou cega
De tanta informação
Se não faz sentido, discorde comigo
Não é nada demais, são águas passadas
Escolha uma estrada
E não olhe, não olhe prá trás
Você quer encontrar a solução
Sem ter nenhum problema
Insistir em se preocupar demais
Cada escolha é um dilema

Como sempre estou
Mais do seu lado que você
Siga em frente em linha reta
E não procure o que perder

Se não faz sentido, discorde comigo
Não é nada demais, são águas passadas
Escolha uma estrada
E não olhe, não olhe prá trás.''

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Sinceramente ♪


'.. gostei do seu charme e do seu groove,
gostei do jeito como rola com você,
gostei do seu papo e do seu perfume,
gostei do jeito como eu colo com você..'



(sem tempo pra pensar em algo decente pra postar >.<)

domingo, 29 de agosto de 2010

Mato Seco - Trecho

''O seu mal pensado o seu mal olhado
não me faz andar pra trás e nem ficar parado..' ♫

domingo, 22 de agosto de 2010

Toda forma de poder - Engenheiros do Hawaii (trecho)

'.. é tão fácil ir adiante e se esquecer que a coisa toda tá errada [...] se tudo passa, talvez você passe por aqui, e me faça esquecer tudo..' ♫

sábado, 21 de agosto de 2010

Bagunça ^^

Deitada do tapete da minha nova casa eu vejo o céu. Tão azul, com nuvens tão brancas e ainda vejo as réstias das palmeiras ao longe. É tão lindo o céu assim limpo, que me dá vontade de limpar a vida, de passar um pano limpando tudo que está sujo, que está ruim.


Eu ando com vida por arrumar.

Sabe quando você abre o armário e cai tudo sobre você?

Está tudo tão bagunçado que quando você espia lá dentro, a bagunça já força a porta pra sair. Pois bem, estou assim comigo mesma. Hoje eu abri meu armário e caiu tudo em cima de mim. Sentimentos que estavam guardados, magoas, alegrias, tristezas, tudo. Tudo caiu em cima de mim de uma só vez e sem pena alguma.

Não sei bem ao certo o que eu vou fazer pra arrumar essa bagunça, só sei que eu preciso arrumar as prateleiras, organizar bem o que vai ficar a mostra, o que está sendo usado, o que precisa ser guardado meio esquecidamente nas gavetas e o que não serve mais vai pro lixo, ou pra alguém em quem sirva melhor. Preciso por a vida em ordem, não sei bem por onde começar, mas eu vou conseguir. Afinal, a culpa de tudo isso é minha mesmo, eu sempre dou brecha pra entrarem e fazerem bagunça na minha vida e depois, lá vou eu cansada da bagunça, arrumar tudo, colocar as coisas em ordem e jogar o que não presta fora.

(texto do dia 17.08, postado atrazado por falta de tempo e internet)

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Mulheres ;)

Coisas que só uma mulher consegue:
1 - Fingir naturalidade durante um exame ginecológico.
2 - Usar o poder de uma calça jeans para rediagramar a estrutura do corpo.
3 - Ter crise conjugal, crise existencial, crise de identidade e crise de nervos!
4 - Ser mãe solteira, mãe casada, mãe separada e mãe do marido.
5 - Lavar a calcinha no chuveiro. E depois pendurá-la no box para horror do sexo masculino.
6 - Rasgar a meia calça na entrada da festa.
7 - Sentir-se pronta para conquistar o mundo, quando está usando um batom novo!
8 - Chorar no banheiro e depois ficar se olhando no espelho para ver qual é o melhor ângulo.
9 - Achar que o seu relacionamento acabou e depois descobrir que era tudo tensão pré-menstrual. (Esta é perfeita!!!!)
10 - Nunca saber se é para dividir a conta, ou se é para ficar meiguinha.
11 - Dizer não, para ele insistir bastante, e aí ter que dizer sim!
12 - Achar o homem ideal é difícil, mas achar um bom cabeleireiro é praticamente impossível.

ORAÇÃO DAS MULHERES:

'Querido Deus,
Até agora o meu dia foi bom:
não fiz fofoca,
não perdi a paciência,
não fui gananciosa, sarcástica, rabugenta,
chata e nem irônica.
Controlei minha TPM,
não reclamei,
não praguejei,
não gritei,
nem tive ataques de ciúmes.
Não comi chocolate.
Também não fiz débitos em meu cartão de crédito
 (nem do meu marido) e nem dei cheques pré-datados.
Mas peço a sua proteção, Senhor, pois estou para
levantar da cama a qualquer momento...
Amém!

Afinal, que mulher nunca comeu uma caixa de BIS por ansiedade,
uma folha de alface por vaidade e um cafajeste por saudade? ;)

(Recebido por e-mail)

domingo, 15 de agosto de 2010

Quero sorrisos VERDADEIROS;
Quero abraços apertados;
Quero beijos intermináveis;
Quero mordidas CARINHOSAS;
Quero palavras confiáveis;
Quero arrepios surpreendentes;
Quero ATITUDES sinceras;
Quero gargalhadas gostosas;
Quero momentos inesquecíveis;
Quero RESPEITO acima de tudo!
Nada de brigas. Nada de confusões.
Só quero PAZ pro meu coração!

sábado, 7 de agosto de 2010

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

'..eu já não sei bem aonde vou..' ♫

Eu sinto muito lhe dizer que seu tempo esgotou, eu não tenho mais estômago, alma, tempo, paciência e muito menos coração pra aguentar essa situação. Acho que no fundo eu ainda tinha alguma esperança de que você um dia se tocaria de que eu sou o melhor pra você, em todos os sentidos. Mas o tempo passou, você não mudou em nada e ao invés de crescer eu só te acho a cada dia que passa mais infantilizado. Você me decepcionou muito quando a gente estava juntos, eu perdoei e esqueci. Você me decepcionou quando estávamos separados e eu também te desculpei e deixei passar. Mas infelizmente a ultima que você aprontou comigo eu fui incapaz de esquecer.. acho até que já te desculpei, pois eu reconheço a parcela de culpa que eu tive, mas esquecer.. foi demais pra mim demais pra minha alma, pro meu corpo e pro meu coração. E eu que te achava uma das melhores pessoas que eu já conheci na vida, conheci um lado negro seu que eu preferia não ter descoberto. Não que ninguém tenha defeitos, pelo contrario, todos teem e são muitos. Mas eu nunca imaginei que você fosse capaz de tanta indiferença com os sentimentos de alguém, logo você a quem eu admirava tanto por sempre estar tão preocupado com os outros. Pois é, como dizem por ai 'é impossível conhecer alguém por inteiro' e eu acabei de ter plena certeza disso, as pessoas podem sempre nos surpreender, e infelizmente, muitas vezes é a surpresa é negativa.
E é por isso que eu te digo que cansei do papel que você me deu na sua vida, estou me dando demissão deste cargo definitivamente. E acho que dessa vez não tem volta não.

''..um dia desses, num desses encontro casuais, talvez eu diga 'MEU AMIGO, prazer em vê-LO, até mais..'' ♪

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Pouca Vogal - Trecho

''Que amor era esse
Que não saiu do chão?
Não saiu do lugar.
Só fez rastejar o coração.''

(...)

terça-feira, 27 de julho de 2010

Dia Seguinte =/


Eu queria ter uma foto pra rasgar, um lençol pra queimar. Mas tudo o que restou está em mim, entranhada nos meus poros, sua indelicadeza se mistura a minha euforia. Eu fico sem saber se a culpa é tão sua, ou se a culpa é mais minha. Fico com lembranças ruins de cenas boas. Fico com as promessas sem fim, enquanto você me vira as costas numa boa.
Você beijando aquela mulher na festa e eu ficando com outro e com todo pesar que me resta. Eu me importando em parecer bonita, dançante, bem resolvida; você desemportando-se em ser qualquer coisa, acabou sendo a maior ferida.
As pessoas me perguntaram por você, pra logo depois ficarem sem entender, que você não foi mais que um inicio bom, de um final ruim. Na verdade, você não foi nada, nem inicio ou meio ou fim.. foi o q nem começou, mas ficou gravado em mim.
Eu me importando em ser sua.. num minuto de atenção.. numa dança prometida. Tentando a todo custo fazer você cumprir as SUAS promessas e me livrar de carregar o peso dessas, ganhei má fama, sua indiferença e mais uma paixão mal resolvida.

domingo, 4 de julho de 2010

Pois é :)

É.. eu acho que no final das contas você já enraizou aqui no peito, não importa quanto tempo passe, o que aconteça, mas seu lugar ninguém tira. De certa forma você agora é o 'B' da minha vida, te gosto mais que a qualquer outro, sinto tua falta, sou louca por ti, mas te ver me basta, rir contigo me basta, ter você do meu lado (mesmo como amigo) me basta, e é assim que eu te amo. No meu canto, no meu pranto, no meu peito. Eu já não derramo mais lágrimas por ti, mas é você que ainda tem 99% dos meus pensamentos, dos meus sentimentos, e do meu afeto. Eu sei que isso não vai mudar, eu só sei ser de um só, e você só sabe ser do mundo, de todas, de quem quiser ;) quem sabe um dia, um dia perdido, perdido no meio do futuro, num futuro talvez distante, você resolva voltar :x infelizmente eu só posso te dizer que as portas da minha vida estaram abertas pra você, como sempre estiverão, e como estão.. eu só espero que não seja tarde demais, e nesse tarde eu só possa te dar um amor-amigo, e não mais todo esse amor-amante que habita aqui, dentro de mim, esperando por ti!
...

sábado, 3 de julho de 2010

Janela :x


Ela desliga o computador, coloca a cadeira em baixo da mesinha e leva o copo na cozinha. Quando começa a fechar as janelas da varanda pra ir se deitar repara que no prédio vizinho alguém a observa se escondendo no escuro e por trás de panos no varal - era um vizinho que como ela já tinha observado sempre tinha esse comportamento, de a observar enquanto ela estava próximo a janela sempre escondido no escuro - ela achou engraçado como sempre mas dessa vez resolveu tirar onda. Como sempre ela fingiu não vê-lo e nem notar sua existência ali, e começou a fazer coisas próximo a varanda. Se preparou pra ir dormir, e apagou as luzes da sala.. pegou algo pra comer mas não foi pra cama.. voltou na janela na varanda. E qual não foi sua surpresa ao ver que ele continuava ali, no escuro, escondido, observando-a. Ela ficou um tempo ali comendo recostada na janela e quando ela menos esperava: ele começou a se balançar, sacudindo os braços pra cima numa tentativa de chamar atenção dela. Mas ela achou graça e resolveu ver até onde isso iria.. não deu bola.. continuou fingindo não vê-lo. Até que ele num ato de 'só Deus sabe o que' gritou, gritou um 'êêê', gritou um 'oooow'.. e gritou balançando os braços 'aquiii'. 'Meus Deus.. o que é isso.. rsrsrs' pensou ela.. mas abriu a janela e deu uma risada em sinal de que o tinha visto. E ele começou a pedir seu telefone, seu mensseger talvez.. e até pra ir até a casa dela, ou pra que ela viesse na sua. Ela fez um sinal de 'cooomo??' - eram duas da madrugada - passou mais um tempo ali parada se deixando observar por ele.

E então (talvez por orgulho ou pra provar ele) ela deu tchau, fechou as janelas, virou as costas e foi dormir.



(...)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Tá bom ou quer mais?

Pro meu azar eu gosto de um cara que não quer nada comigo, mas pra minha sorte eu achei um outro cara que é um amor de pessoa e me trata super bem eu me sinto perfeita do lado dele.. mas pro meu azar ele tem namorada, só que pra minha sorte eu tenho um 'rolo-amigo' que gama na minha que eu sei e a gente se dar super bem juntos.. só que pro meu azar ele engravidou uma menina e não sabe se vai ficar com ela ainda.. mas pra minha sorte :D eu conheço o cara perfeito, o que mais me ama, aquele que eu tambem já amo, o unico que entende em todos os sentidos e com o qual eu dou altas gargalhadas, mas pro meu azar (mais uma vez) ele mora do outro lado do oceano, em Israel =/ enfim.. no momento é só o que eu me lembro, mas e ai?
Tá bom ou querem mais?

LUTO

Perder meu 'Lalinha' chocou muito, e doeu demais, mais um anjo bom que vai virar estrelinha pra brilhar no céu. Espero e confio que ele está em melhor lugar que todos nós que ficamos aqui. E é na fé em Deus que eu acredito que ele está descansando em paz! Meu carequinha, palhaço, tio, amigo, primo.. dei boas e grandes gargalhadas ao lado dele e é isso que eu quero guardar na memoria.. suas risadas, sua paciência, sua calma, sua bondade SEMPRE com o próximo. Enfim, ele era um ser humano como todos os outros, cheio de defeitos e qualidades, mas sua qualidades sempre chamaram mais atenção do que qualquer um de seus defeitos.. uma pessoa com o coração ENORME e que 'fazia o bem sem olhar a quem', literalmente. Vai fazer uma enorme falta na vida de todas as pessoas que o conheciam, mas nós só podemos agradecer a Deus por poder te-lo conhecido e confiar que a pessoa que ele foi aqui em baixo lhe rendeu um ótimo lugar lá em cima. Vai em PAZ anjo bom, que Deus te guarde em melhor lugar!

(Horácio Lins Pinto - 29.06.2010 =/)

sábado, 19 de junho de 2010

Eu adhooro quando você volta ;)

Sabe aquele velho amigo de infancia, de historias passadas, com quem eu fico raras vezes e que normalmente desaparece da minha vida? Pois bem, a parte boa é que ele sempre volta *-* e sabe o que mais? Ele sempre sumia no vento do tempo, mas da ultima vez sumiu depois de ter aprontado, mas o engraçado é que eu não consegui ter raiva da peste kkkkkkkkkk' pois bem meus caros, ele é o tipico amigo-rolo, aquele com quem você conversa sobre tudo, sobre namorados seus e as dele tambem, sobre mãe, pai, familia, piriquito, papagaio, cachorro.. (tá bom exagerei) mas é mesmo gente.. aquele amigo de todas as horas que você dá uns pega de vez quando sabe? Vai alguem me dizer que não é bom? Quando você tá mais só e mais carente ele sempe aparece para dizer alguma gracinha e te fazer sorrir >.<>ele é um dos inquilinos, amados e queridos que pagam aluguel em dia e que sempre saem de ferias deixando a casa limpa ;)
(pra voltaar mais tarde *-*)


Beeeijo e abraços :*

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Muidos?! Há quem não goste!? *-*

Uma olhadinha aqui, uma piscada ali, um telefonema, mensagens no celular, scraps no orkut kkkkk' quem não gosta de um bom flerte?! Faz bem pra alma, pro ego, pro corpo, pro rosto, pro cabelo, faz bem sentir-se bem ;D é um sorriso que sai de alegria, um suspiiro no meio do dia, um pensamento, uma troca de olhares.. mais dia menos dia uma amiga que empurra daqui, o encontro que surge dali, ou então um dos dois envolvidos que toma uma iniciativa e marca alguma coisa, ou até mesmo (e o melhor de todos) um encontro surpresa.. e tchanran *-* splaac :**: beeijos, abraços, carinhos e amassos ;) tem coisa melhor que receber beijinhoos? Cariinho? Uaaauu :x ficar abraçadinho, rostinho com rostinho, beijar na balada, sair de mãos dadas, sair pro cinema, praia, cineminha em casa no frio. Pouco importa o 'programinha' quando se está conhecendo alguem, saindo junto ou mesmo ficando sem compromisso, cada momento juntinho é bomdimais' e tem que ser aproveitado *-* há quem tenha uma ficante, ou um paquera.. dois paqueras, tres.. um da neet, o vizinho gato, o carinha da academia, aquele gato que só da bola pra você na sala.. n' possibilidades de flertar, paquerar, beijar.. enfim CURTIR A VIDA bem do jeito que ela é DELICIOSA ;)

Aquilo que dá no coração - Lenine


''Aquilo bate num imã
Invade a retina, retém o olhar
Um lance, que laça na hora
Aqui e agora, futuro não há

Aquilo se pega de jeito
Te dá um sacode pra lá de além
O mundo muda, estremece
O caos acontece, não poupa ninguém

Avassalador, chega sem avisar
Toma de assalto, atropela
Vela de incendiar
Arrebatador, vem de qualquer lugar
Chega, nem pede licença''




..

terça-feira, 15 de junho de 2010

A chuva ainda cai =/

Parecia um dia como outro qualquer. Mas não era. Como na maioria dos momentos em que minhas assombrações me perseguem, chovia. E a dois dias que chovia, e chovia muito e tambem fazia frio, e com o frio, como sempre tambem vinha a solidão. E ninguém ouviu meu coração. Era só eu e ele. É injusto dizer que estava só, porque não estava. Mas isso não me fez sentir melhor. Os chocolates, salgadinhos e todas as outras guloseimas não fizeram a diferença que eu esperava. As doses absurdas de musica também não. Os sonhos, as pessoas, as músicas, a vida. Tudo trazia à tona as coisas que empurrei o mais fundo que pude dentro de mim. Não sei se alguém notou. Mas isso realmente não importava. Não tinha mais forças pra cobrar nada de ninguém, nem de mim mesma. Não iria lutar contra mais nada. E sinceramente, eu nem poderia. Se sinto falta de alguém que nem entrou na minha vida ainda, tudo bem. Se as coisas não estão como eu gostaria, tudo bem. Está tudo bem. Talvez eu não esteja tão bem assim, mas isso não parece importante agora. Não tenho mais tempo pra essas coisas. Na verdade eu acho que NÃO EXISTE tempo pra essas coisas. A vida simplesmente segue adiante e não espera que você se recupere de uma decepção amorosa ou não. Não é justo, mas ouvi dizer que a vida é injusta.

Porque a chuva ainda cai, e o dia já se foi.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

*-*


''Pode invadir
Ou chegar com indelicadeza,
Mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo habito de revidar...
Toque muito em mim
Principalmente nos cabelos
E minta sobre a nocauteante beleza.
tenha vida própria,
ME FAÇA SENTIR SAUDADES,
Conte algumas coisas que me fazem rir...
Viaje antes de me conhecer,
Sofra antes de mim para reconhecer-me...
Acredite nas verdades que digo
E também nas mentiras, elas serão raras e semre por uma boa causa.
Respeite meu choro,
Me deixe sozinha,
Só volte quando eu chamar e,
Não me obedeça sempre
que eu também gosto de ser contrariada.
Então fique comigo quando eu chorar, combinado?
Me conte seus segredos...
Me faça massagem nas costas
Não fume,
Beba,
Chore,
eleja algumas contravenções.
Me rapte ;]
E SE NADA DISSO FUNCIONAR...
Experimente me amar!''



(Autor Desconhecido)

domingo, 13 de junho de 2010

Poorque?

- porque tu deixasse de ir lá em casa?
- porque eu não me sinto mais bem lá :s
- pooorque? O.o
- ...
- PORQUE?
- sei lá.. só não me sinto bem .. me sinto excluído.. sei que você..
- eu o que?
- não me quer mais por lá :$
- quem te disse isso? *ela realemnte estava surpresa*
- ninguem!
- e porque você acha isso?
- ah h.. tu tas ficando com outra pessoa já e pah.. não gosta mais de mim.. *falou isso de cabeça baixa*
- e você tbm não gosta mais de mim!
- mentira! *ela nem acreditava no que tinha ouvido*
- é mesmo.. é mentira das duas partes.. a gente gosta um do outro.. mas como amigo não é? E por isso você não devia deixar de ir lá! Não é?
- ...
- o que foi?
- quem disse que eu não gosto mais de você como antes e sim como amigo?
- ah sei lá.. tu que quis acabar.. já tas com outra menina.. não chegou em mim pra pedir pra voltaar..
- acabei pq ia te fazer sofrer.. to com outra pra te esquecer.. e não pedi pra voltar pq acho que não da certo..
- ... *segurando o choro*
- e você tbm já ta com outro!
- ...
- fala alguma coisa caramba!
- não sei o que falar.. *ela deixou uma lagrima cair e tentou esconder dele*
- qualquer coisa..
- eu não devia falar nada, nem ter perguntado porque que tu tinha deixado de ir lá em casa, só assim não tinha chegado nessa conversa, eu to confusa, surpresa e perdida com as palavras ao mesmo tempo..
- ...
- eu ainda gosto de você sim, mas eu sabia que você já estava com outra pessoa e via que você estava feliz e isso me feria de tal forma que você não pode imaginar, me esmagava o coração, doía em cada centímetro do meu corpo, em cada pedaço da minha cabeça, e eu acabei ficando com outra pessoa como forma de tentar te ferir e te machucar, tentando fazer com que você sentisse tudo que eu sentia..
- não sei nem o que dizer.. *ele estava confuso*
- não precisa dizer nada.. *se vira e vai embora*
- espeera *segura ela pelo braço*
- huum..
- não vai!
- é melhor parar por aqui.. se não a gente só vai se magoar maais..
- porque?
- porque a gente não ta junto.. porque a gente não pode ficar junto.. porque essa conversa não devia ter acontecido.. porque eu já estava acostumada com a idéia de que vc não gostava mais de mim.. de não poder te ter.. de não dormir com vc.. e agora eu vou ficar pensando um monte de bobag... *ele a puxa para si e a beija*
- o que foi isso?
- um beijo oras!
- que não devia ter acontecido!
- porque?
- CARAMBA TU AINDA NÃO ENTENDEU QUE A GENTE NÃO TA MAIS JUNTO E QUE ISSO FOI ERRADO?
- mas a gente tá junto de novo!
- desde de quando?
- desde agora.. desde o beijo!
- maas..
- sem mass..eu quero tá com vc.. e vc comigo.. eu errei ao te deixar e tentar te encontrar em outra.. e vc ao tentar me magoar com outro.. mas agora acabou isso e a gente vai ficar juntos de novo!
- mas não é assim tão simples..
- é sim! *puxa ela de novo para si e a beija de uma forma que a faz se entregar completamente, novamente*


...

A Confusa Vida de Lia - Parte 6

Na quinta-feira seguinte, ao chegar na universidade, Lia pegou Laila e Priscila conversando animadamente e ao perguntar sobre o que elas conversam, ficou muito surpresa ao saber que estavam falando dela. As meninas fizeram certo suspense, e algumas risadinhas depois contaram a bomba, Guto havia pedido a Igor – outro integrante da casa dos meninos e melhor amigo de Priscila – para que ele contasse a Priscila, pra ela ir sondar Lia se ela ficaria com ele, pois ele estava afim dela. Tudo bem que ela havia notado alguns olhares comprometedores, mas ela havia tomado alguma bebida e achava que tudo não passara de imaginação. Lia ficou de cara no chão com a noticia e nem sabia o que dizer as meninas, embora as meninas já soubessem de sua quedinha por ele. É claro que ela queria, as meninas sabiam disso, mas ela não sabia ainda se ficava com ele ou não. Tinha Henri que ela não sabia muito bem se iria magoar ficando com Guto. E havia algo que a fazia pensar em ficar ou não – ele tinha namorada! Afinal de contas, era uma quinta-feira e ela logo logo iria saber se ficaria ou não, a noite era só esperar a noite chegar.


...

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Tudo Novo de Novo *-*

''Vamos começar
Colocando um ponto final
Pelo menos já é um sinal
De que tudo na vida tem fim
Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim
É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos
Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou...''

(Tudo Novo de Novo - Paulinho Moska)

Casa nova, novos ambientes, novos lugares, novas pessoas, novos amigos... tudo isso é claro sem esquecer dos antigos. É impressionante a velocidade em que as coisas podem mudar, e os diferentes rumos que a vida pode tomar. Há dois meses atrás, eu morava com uma amiga de anoos e imaginava que seria assim até o final do meu trajeto academico. Pois bem, a companheira de casa mudou, viriam outras duas, o dono da casa teve um surto psicotico e entrou numa de dobrar o aluguel, as duas amigas que viriam não veem mais, e eu tive que (infelizmente) abdicar daquela casa. Aonde eu fui tão feliz, onde eu vivii como nunca havia vivido antes, onde eu brinquei, pulei, gritei, chorei, briguei, passei noites em claro fazendo trabalhos, estudando e apenas virando o dia em boa companhia... cada parede, cada espaço, cada quina, cada centimentro daquela casa guarda uma lembrança minha. E ainda bem que eu tenho um bom amigo que é o meu diario e que cada minima coisa vivida ali está muito bem guardada num báu chamado memória.

Pois bem.. como diz a musica '..hoje tem um sol diferente no céu, gargalhando no seu carrossel, gritando nada é tão triste assim..' e pra aliviar essa saudade que vai ficar da casa antiga, na casa nova serei vizinha das amigas que antes iriam morar comigo ;D e o lugar eu já conheço e já frequentava.

Pois então: 'Mudanças! Sejam sempre bem vindas a minha vida!'


...

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Passagem para o meu Universo Paralelo!

'A gente quando está junto, é confusão! É como se não soubéssemos se é dia ou noite. Quando você chega, eu desconserto o quarto, o mundo, e você bagunça tudo para deixar do seu jeito, na sua ordem... Da melhor maneira para eu ser sua, e para você ser completo! A gente quando está junto, é sobreposição de nicho*! É você evitando chegar perto, quanto menos longe faz questão de estar. Sou eu me sobre caindo em você, sou eu apenas olhando, enquanto já sou observada... A gente quando está junto, é tudo errado, do modo certo! É o avesso do que se diz, é o contra tempo no instante exato... É cor diferente tentando se Clarear! A gente quando está junto é reticência, é alegria, é vontade que não sacia, é confusão... É o que não se pode evitar!'

Por Maria Clara de Claro Lira

ps.: esse texto fala por mim de um jeito que eu nunca soube falar ;)

Fragmento - Fernando Pessoa

Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. Se achar que precisa voltar, volte! Se perceber que precisa seguir, siga! Se estiver tudo errado, comece novamente. Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-a. Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o! ;)

(Fernando Pessoa)

A Confusa Vida de Lia - Parte 5

E Guto, bem ele era um caso a parte, Lia se sentia atraída por ele, o achava muito fofo, muito gato e muito distante da realidade dela, ou muito gato e muita areia pra ela em outra palavras. Mas como Guto era muito prestativo e muito atencioso havia passado a noite inteira conversando com ela, rindo e brincando. Ela bem que – como toda mulher sente quando esta chamando atenção – sentiu alguns olhares diferentes dele, mas isso passou despercebido, logo ela havia esquecido.
Naquela noite Paul foi deixá-la em casa, e em um momento de distração dela, ele deitou-se em sua cama e dormiu. Ela achando que ele estava ‘game over’ simplesmente se trocou e foi dormir também, mas bastou se deitar pra ver que Paul estava muito bem acordado e que não iria deixá-la em paz tão cedo. Ele insistia para que ela cedesse a ele. Foi muito difícil e ela precisou de muita força de vontade, mas enfim conseguiu colocá-lo pra dormir e resistir as suas investidas, que não foram poucas nem fracas.
No outro dia ele agiu como se nada tivesse acontecido e na maior cara de pau ainda teve coragem de comentar com ela em plena luz do dia que ‘ela tinha muito auto controle’. Pois bem, agora ele já sabia que ela não era fácil coisa nenhum e só fazia algo quando realemnte tinha vontade, não por pura insistência alheia.


...

domingo, 6 de junho de 2010

:(

As pessoas mudam tanto em tão pouco tempo que as vezes isso chega a me assustar. Se me assusto comigo mesma imagina com os outros.

A decepção com pessooas muito proximas tem me feito esperar cada vez menos da vida e das pessoas.

Não sei se isso é bom ou ruim, mas ainda pretendo descobrir.


;)

A Confusa Vida de Lia - Parte 4

Laila as vezes ligava pra Lia dizendo estar na casa dos meninos e chamando ela pra alguma festinha ou programa por lá e lia sempre se esquivava. Ela já tinha contado pra Laila como se sentia, mas ainda sentia da parte de Laila alguma insistência pra que ela desse alguma chance a Henri.
Depois de quase um mês fugindo de Henri uma festa da cidade os juntou no mesmo grupo de novo. Ela estava com Paul e Lila – que era sua amiga de anos e dividia a casa com ela, mas estava desistindo do curso e indo embora da cidade - era despedida dela. Priscila estava com Lia e viu Henri com outro menino da mesma casa um pouco distantes e sozinhos, e resolveram ir lá chamá-los, Henri estava com Guto e se juntaram ao grupo. Lia estava meio confusa esta noite, ela sabia que Henri podia vir conversar com ela pois já tinha chegado aos seus ouvidos uma historia de que Henri pensava que tinha feito algo errado e que Lia estava com raiva dele. Paul estava no mesmo grupo e isso sempre era motivo pra Lia tentar ser toda sorridente porque sabia que de certa forma, mesmo amigavelmente, Paul ficava enciumado ao vê-la com outros ‘amigos’.


...

terça-feira, 1 de junho de 2010

A Confusa Vida de Lia - Parte 3

Ela acabou se deixando levar, e foi a uma festa na casa de Henri, a casa dos meninos, convidada por Laila.
Alguns dias se passaram e outra festa na casa dos meninos, e nesse dia, nem Lia sabia bem porque, se por carência ou por vontade mesmo, mas ela se deixou ficar com Henri, que ela tinha acabado de conhecer e que era louco por ela, ao menos era o que todos os conhecidos em comum falavam, e realmente, isso estava estampado em seu rosto. Mas Lia não estava mais se sentido a vontade ao lado dele. Ela não sabia bem se devia tomar alguma decisão ou simplesmente deixar rolar. Ela bem que achava o Henri legal, mas pra ela nada se comparava com tudo que ela já tinha vivido com Paul, era como se ela sentisse que ninguém mais pudesse dividir tudo na vida com ela, como ela havia dividido com Paul.
O tempo havia passado. Lia ainda ficou com Henri algumas outras vezes e ele estava muito atraído por ela e ela o fazia pensar que era recíproco, quando na verdade ela não estava mais querendo ficar com ele. Ela nunca tinha se envolvido tão rápido com alguém da maneira como foi com ele, e de certa forma ela estava arrependida. Mas não sabia como dizer isso pra Henri, e foi ai que a única forma que ela achou foi se afastar dele e de seu grupo. Isso foi muito ruim pra ela e foi difícil, ela gostava dos meninos e queria se aproximar deles, ter mais amigos, e pra se afastar de Henri só se afastando do grupo.


...

segunda-feira, 31 de maio de 2010

A Confusa Vida de Lia - Parte 2

Ela ainda gostava de Paul, sentia sua falta, se sentia muitíssimo bem ao seu lado, queria poder ter e sentir todos os seus carinhos de novo. Paul havia sido seu ultimo namorado, que apesar de tudo, fazia o mesmo curso que ela e estava no mesmo período, e ela era praticamente obrigada a conviver com ele todos os dias, coisa que nunca havia acontecido antes com ela. Ele era gentil, prestativo, tímido, carinhoso, engraçado e amigo, mas infelizmente também era meio indeciso, cafajeste e dificilmente conseguia ficar com uma mesma mulher por muito tempo, enfim, um ótimo amigo mas uma péssima escolha como amante. Mas ela sabia voltar com ele não era, nem seria possível, porque eles não davam certo. Ela tinha muitos outros caras aos seus pés, embora ela apenas ficasse muito lisonjeada em ter tantos admiradores, mas ao fim não pensava em ficar com nenhum deles. No fundo ela ainda guardava alguma esperança de voltar com Paul.
Henri era parte de toda essa historia, há quase seis meses Laila – uma amiga dela em comum com Henri – havia comentando sobre ele, que ela super afim dela e que não via a hora dela terminar seu namoro pra ter uma chance. Pois bem, esse dia havia chegado e Laila havia voltado a comentar sobre Henri, inclusive sem saber do termino. Ninguém tinha notado que eles haviam acabado, eles continuavam grudados mais do que nunca.


...

sábado, 29 de maio de 2010

A confusa Vida de Lia - Parte 1

Lia estava caminhando em direção a sua casa enquanto pensava o que fazer da sua vida nessa cidade onde ela estava vivendo, afinal ela passava mais tempo de sua vida no momento aqui do que em sua cidade natal, onde estavam seus pais, familiares e todos seus amigos de verdade. Ela já tinha passado por tantas pequenas novas coisas nessa cidadezinha onde ela estava morando pra estudar. Muitas coisas que ela nem imaginava viver um dia. Era como todo mundo falava, ali era um universo paralelo, era outro mundo, onde não existiam regras dos pais e sim suas regras. Você tinha de saber o que era certo e errado pra você porque ali ninguém iria lhe dizer isso, ninguém iria lhe vigiar pra que você não errasse. Isso era o que pra ela pesava mais. Era boa a sensação de liberdade, mas ao mesmo tempo era muito estranha essa liberdade toda às vezes.
Ela não sabia bem o que queria naquele momento de sua vida, por horas ela achava que queria sim encontrar alguém, uma pessoa que ela pudesse dividir tudo na vida. Mas daí ela começava a relembrar tudo pelo qual ela já tinha passado e achava por algum tempo que preferia estar só.


...

domingo, 2 de maio de 2010

*-*

Genteeem.. mal ae o abandono do bllog.. mas é que essas ultimas semanas estive atolaada de trabalhos (e ainda estou). Não é falta de criatividade, nem falta do que falar, se eu fosse contar o que tem me acontecido e o que tem passado na minha cabeça nos ultimos dias eu tinha assnto pra tres posts por dia (rsrsrs), mas é isso ae, assim que eu puder eu atualizo algo por aqui!


...

beeeeijo o/

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Dia-a-dia

Fico cada vez mais e mais pasma em como as pessoas se escondem nas mascaras do dia-a-dia...
...e vê-las cairem é assustador!
:~
...

...

Quem diria que haveria uma nova chance?
Quem acreditaria que eu iria desperdiçá-la...?

É, como minha irmã (que nem me conhece tanto assim) disse:
- No dia que tu ficar com ele de novo, tu não vai querer mais. Como tu sempre fez!

Não... Eu não queria só amizade. Mas eu me bastaria com isso, juro :/

Resposta pra minha irmãzinha:
- Eu só quero meu coração de volta. Se eu conseguisse isso com um beijo, que culpa teria eu?


Devolve ele pra mim, por favor?
Texto by: CamilaVitório [adhoorei, me identifiquei e roubei ;)]
..

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Eles - 4º Capitulo

É, a menina teve um final de semana bastante confuso. Desde que ela soube que o que ele tem a contar é vai embora, que ela só pensa nisso.. ela queria conversar com ele sobre isso mas ele não dá brecha. Ela não se convenceu totalmente de que era isso que ele queria contar, ela pensou outra coisas e infelizmente ela descobriu que estava certa em seu pensamento. Uma outra garota que já tinha procurado ela antes, voltou a procurar ela e lhe disse algumas coisas que ela não sabia se podia acreditar. Ela tomou um choque muito grande com as revelações que a outra garota fez, ficou muito surpresa e sem acreditar.. se acreditasse ela se sentia magoada, passada pra traz, feita de idiota e muito triste e decepcionada com o menino. Mas infelizmente ela não sabia o que pensar, porque ela realmente sentia algo que dizia q alguma coisa naquela historia era verdade. Ela já estava tentando conversar com o menino há uns dias quando finalmente ele falou que realmente eles precisavam conversar, mas que ele estava ocupado depois conversavam pois ela merecia sim uma conversa e a única coisa q ele disse foi que 'tinha acontecido coisas maiores do que a felicidade dele e da menina (do ponto de vista dele) e que ele tinha tentado conversar com a menina... mais não teve coragem'.


(pois bem, vocês não fazem nem ideia da bomba que a pobre menina descobriu, e infelizmente não é só isso que tá acontecendo na vida dela, ela esta com outros problemas também, e achou que no menino fosse encontrar algum sossego e calma, mas parece que é EXATAMENTE o contrário =/ continua no próximo capitulo)


...

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Eles - 3º capitulo

E a menina acordou no dia seguinte com uma mensagem muito confusa, era dele dizendo não ter visto as ligações e nem a mensagem dela pois já estava dormindo, tinha estado mal pois embora da cidade :O ela ficou indignada e ligou sem ainda acreditar naquilo.. como assim o unico cara que parecia 'feito' pra ela 'ia embora'? Não teve como ela não ficar triste mas ele assegurou que ainda não era certeza e que se veriam aiinda :D ao longo do dia a menina pensou muuito sobre aquilo e chegou a conclusão de que no minimo o menino estava confuso com tudo aquilo e trsite por ter que tomar uma decisão dessas =\ e se foi com ela que ele decidiu ficar enquanto estava por aqui, e se foi pra ele que ele fez uma noite normal ser maravilhosa, isso tinha que contar :x ela estava convencida de que ia fazer os momentos com ele serem os melhores e todas as conversas deles inesqueciveis ;) e que seja o que Deus quizer..

(eu conheço a menina melhor que eu mesma e sei o quanto ela tá triste com essa possivel partida do menino =/ mas eu tambem sei que ela pode fazer sim todos os momentos com ele serem os melhores ;) e ela vai fazer isso.. continua no proximo capitulo)

...

sábado, 10 de abril de 2010

Eles - 2º capitulo

Pois bem.. essa história tá meio sem pé nem cabeça mas eu bem que quero ver até onde vai, já tô até achando graça disso tudo :x

O menino resolveu sumir do mapa e não dar mais noticias, primeiro ela ligava e ele dava desculpas de que não podia vê-la, mas certo resolveu ignorá-la completamente e nem atender ou retornar suas ligações :s ela ficou fula da vida e não sabe mais o que pensar, suas amigas a fizeram acreditar que era algo bom que ele tinha a dizer, podia até ser algo relacionado as dois ficarem juntos e a menina já não sabia mais o que esperar, resolveu então mandar um torpedo dizendo a ele que já havia tentado vê-lo de todas as formas e que sua curiosidade pelo que ele tinha a dizer estava deixando sua imaginação a mil e fazendo-a pensar varias coisas ruins, e que o fato de ele não querer falar sobre o assunto estava só aumentando isso, poi bem.. quando ele quizesse conversar com ela e resolvesse falar algo que a ligasse e procurasse por ela, uma mensagem com direiito a 'boa noite' irônico.

(continua no proximo capitulo)

...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Eles - 1º capitulo

Era uma vez.. (kkkkkkkkk tá isso fica meio engraçado mas vai assim mesmo) :

Era uma vez uma menina e um menino que estudaram juntos no pré-escolar e depois passaram anos sem se ver, a menina até que via o menino e achava ele gatinho e coisa e talz.. mais só porque ela era muito precoce mentalmente, mas na verdade ficava só espiando mesmo :x pois bem, lá pelos dezoito anos se reencontraram, voltaram se falar e até 'ficaram um tempinho' mas o que ficou mesmo foi a amizade, embora sempre colorida e com segundas intenções (6) mas cada um tomou um rumo e passaram um tempo sem se ver e até sem se falar mas nunca perderam o jeito, o entrosamento. Agora aos vinte anos, voltaram a se encontrar e a 'ficar' e o menino cero dia disse pra menina que tinha algo a falar pra ela mas não sabia como, a menina ficou altamente ansiosa pois curiosidade é seu segundo nome :) eles já sairam e se falaram algumas vezes e não tem jeito do menino contar pra menina o que é :\ enquanto ele não decide contar, ela fica se ruendo de curiosidade morbida e nós todos também ;)

(continua no proximo capitulo)

...

quarta-feira, 31 de março de 2010

Se for.. que seja..

Se for pra esquentar, que seja no Sol..
Se for pra enganar, que seja o estômago..
Se for pra chorar, que se chore de alegria..
Se for pra mentir, que seja a idade..
Se for pra roubar, que se roube um beijo..
Se for pra perder, que se perca o medo..
Se for pra cair, que seja na gandaia..
Se for para haver guerra, que seja de travesseiros..
Se existe fome, que seja de amor..
Se for pra ser feliz, que seja o tempo todo!!!

(Mario Quintana)
...

domingo, 21 de março de 2010

Eles estavam perto demais e estavam indo longe demais. Eles sabiam disso, mas nada conseguiam fazer parar parar o que estava prestes a acontecer. Ele a beijava o rosto inteiro e ela não conseguia dizer qual era a sensação que estava sentindo, era um misto de alegria com pecado e culpa tudo junto, e no fundo ela sabia que estavam errando:
- para.. *ela falou baixinho*
- porque? *ele disse sussurrando e continuou beijando cada pedaço do seu rosto*
- porque isso está errado!*ela continuava sussurrando e quase perdendo a voz com os lábios dele chegando cada vez mais perto dos seus*
- não fala nada.. você sempre fala demais *ele continuava falando meio que em silencio*
- nós dois já tentamos.. *ela respirava com dificuldade* e sabemos que não dá certo..
- e porque não daria? *ele continuava sussurrando cada palavra ao pé do ouvido*
- porque eu te quero só pra mim *seus olhos se encheram de lagrimas* e você..
- .. eu também te quero só pra mim..
-mas você quer a mim e muitas outras por ai, ainda *quando ela disse isso deixou cair um lagrima*
- shiiiit.. não fala isso.. você não sabe o que eu sinto agora! *falou isso olhando ela nos olhos*
- e o que você sente? *ela falou quase se entregando ao choro*
- eu sinto muito! *ele falou e baixou os olhos*
- ãh? *ela falou meio confusa e já sem entender nada*
- sinto muito por ter te deixado, sinto muito por te feito sofrer, sinto muito por ter passado esse tempo separado de você.. sinto muito pelo que eu fiz a nós dois *ele disse envergonhado*
- ... *ela não sabia se ria ou se chorava afinal não sabia onde ia dar aquela conversa*
- fala alguma coisa! diz que me desculpa..
- eu já te desculpei a muito tempo..
- eu não consigo ficar mais longe de você!
- tem certeza do que você quer? *ela tinha medo da resposta, afinal ele era sempre tão confuso*
- tenho! eu quero só você.. agora e por muuuito tempo! *e segurando ela pela cintura lhe deu o beijo que marcou o *novo* começo de suas vidas juntos*

...

sexta-feira, 12 de março de 2010

Sou uma menina que tem sonhos de criança de príncipe encantando e castelo com dragão, uma garota que está na universidade e passa por tudo aquilo que estudantes nessa época passam bagunças, descobertas e aventuras (ainda morando numa cidade universitária), e uma recente mulher que tem metas a serem realizadas e sonhos possíveis, como ser boa profissional, boa mãe, boa esposa e mulher admirável. Encontrar o homem ideal, constituir família, ter filhos, cachorros, casa e carro próprios, uma vida tranqüila e equilibrada, como todos os altos e baixos, e defeitos de uma família normal. Não quero nada muito difícil e impossível de se realizar, claro que eu tenho lá meus sonhos malucos e desejos mais complicados e sei que ainda assim não são impossíveis, que só depende da minha força de vontade para realizá-los, como por exemplo, conhecer meio mundo, saltar de pára-quedas, voar de asa delta e aprender a tocar algum tipo de instrumento musical. Eu não sei muito bem o que eu sou agora, mas eu tenho certeza do que eu quero me tornar um dia. E eu vou chegar lá.

...

sábado, 6 de março de 2010

Antes que você se vá - Fragmento

Se sua partida é mesmo inevitável, se seu sonho é mesmo indispensável, se sua vida é mesmo impenetrável, vá logo de uma vez.Não permita que eu me apegue e faça planos, não me deixe crer no que não há verdade. Vá antes de borrar minha maquiagem, ferir minha coragem, antes que eu jogue meus instintos de sobrevivência definitivamente pela janela do prédio como se não me importassem mais sentimentos próprios. Não provoque meus medos, não confunda meu discernimento e não destrua meu equilíbrio. Apenas vá.

Verônica H.
...

Eu hein?!

Acho que eu vim com defeito de fabrica. Serio, não estou brincando! Eu sou altamente sensível as coisas ao meu redor, num piscar de olhos e por bobagem ou besteira eu mudo de humor como o girassol gira no seu lugar em busca do sol. Geralmente costumo acreditar em coisas inacreditáveis ou inimagináveis, boto fé naquilo que não tem conserto ou jeito e acabo não apostando naquilo que todo mundo e mais um pouco de gente diz que vai dar certo. Choro por besteira e não choro por nada. Sou super forte pra ajudar a todo mundo e a pessoa mais cabeça que você pode encontrar se estiver com algum problema, mas quando se trata dos meus problemas.. gosto nem de pensar, eu sou altamente fraca e preciso de todos mesmo não querendo a ajuda de ninguém. Quando eu quero alguma coisa de verdade, eu corro atrás, eu boto fé, eu bato o pé, esperneio e não desisto. Mas quando eu não quero, não tem pessoa no mundo que me faça fazer aquilo com vontade, eu faço mal feito eu boto cara feia e faço birra. Eu sou o que todos vêem, o que todos sentem, o que eu faço e falo, e sou transparente. Sempre.

sexta-feira, 5 de março de 2010

Quando vai passar?

Foi estranho sentir aquilo tudo, pensava que nem tão cedo ou nunca mais ela sentiria o calor do corpo dele, e a situação foi tão inesperada que nem me toquei da situação. Na verdade não foi nada assim tão grandioso ou demasiado (enquanto eu escrevo esse texto ele esta do outro lado da mesa, a minha frente desenhando e a musica que esta tocando é a que era a ‘’nossa’’ musica, chega a ser meio cômico), pois bem, tudo não passou de uma brincadeira infantil, na verdade estávamos entre amigos na calçada da minha casa enquanto ele distraidamente brincava com as ‘’mil pulseirinhas’’ do meu braço, de repete me roubou uma, estava na cara, quem me conhece sabe que eu pouco estava me importando dele ter me roubado a pulseira, pelo contrario é claro que eu estava amando aquela situação ele querendo algo meu de lembrança ou até mesmo de bagunça. Mas é lógico que eu tinha que fazer um charmezinho do tipo ‘me devolve’. e foi o que eu realmente fiz, briguei brincando com ele no corpo a corpo literalmente, e como estávamos sentados no chão acabamos por rolar um por cima do outro algumas vezes num ninho que ninguém entendia quem era.. foi meio constrangedora a cena para os nossos amigos porque ele gritava que eu estava com a mão na bunda dele, e que depois quando ficamos de frente que eu ‘queria pegar ali tambem’ kkkkkkkkkk.. é claro que é tudo mentira eu nunca tive coragem de pegar em nada ‘dessas coisas’ quando estávamos juntos que dirá agora com a gente separados e que ainda paira um clima um pouco estranho.. um clima meio que em suspenso, como que algo inacabado, como se realmente ouvesse algo suspenso, ali, por apenas um tempo qualquer, e que a qualquer minuto poderia ser continuado. Mas não era nada disso que eu queria dizer, na verdade aqueles minutos que a gente passou juntos, enroscados, rolando no chão, foram os suficientes para que eu viajasse literalmente nas idéias e imaginar mil e uma coisas possíveis de acontecer, e lembrar de todas as vezes em que a gente brincou assim, ou estava assim por sacanagem mesmo :$ foi meio cambaleante aquele momento, me deixou em êxtase total pelo resto da noite e com certeza por uns dias ainda vai ficar no ar. Eu não pensei que nem tão cedo eu fosse sentir o corpo dele tão próximo do meu e a noite passada é mais uma das recordações da nova vida que eu levo junto dele, e sem ele.

...

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Alegria :D

É né, quando a gente finalmente consegue ver o quanto a vid pe linda e quando nós somo lindas, perfeitas, desejadas, interessantes e tudo o mais .. é que ELES conseguem ver tudo isso tbm.. kkkkkkkkkkkkk' (saio bem convencido esse inicio de texto mas é serio, to mentindo?). Só quando nós estamos nos achando lindas, interessantes, inteligentes, alegres, legais, gostosas :x (tá to me empolgando demais, PAREI) é que eles conseguem nos ver, não sei qual é a razão pra isso acontecer.. mas venhamos e convenhamos que um cara se aproximar ou ficar afim de alguem triste, com cara de sofrida ou chorando é beem coisa de cinema.. e na vida real é bem dificil de acontecer. Acho que é porque quando nós estamos nos amando mais que a qualquer um, isso fica estampado na nossa cara e qualquer carinha fica na vontade de estar ao lado de alguem tão bem resolvida e feliz. É isso, o segredo é esse, seja feliz, seja alegre, irradie felicidade por onde quer que você passe, e o que você vai deixar pelo caminho são pessoas tontas com sua alegria. E só quando nós estivermos nos amando ao maximo, nos respeitando e nos achando capazes de tudo independente de alguma companhia é que vamos estar preparadas para ser amadas e respeitadas por alguém.

...

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Regras? Seguí-las ou quebrá-las?

Viver seguindo as regras, todas elas, faz sentido pra você? Bem mim pra não faz.. é um tal de 'faça isso se não ele não te liga de volta' 'não faça aquilo se não vão falar de você' 'não fale assim o que vão pensar de você?' 'se você fizer isso não vão te levar a serio!'.. e por ai vai uma lista de coisas (ou baboseiras :x) que a gente tá cansada de ouvir. Ai você vai lá, segue todas as regras que te ensinaram, todas as coisas que você faz ou fala de acordo com a sociedade em que vive e pimba.. dá tudo errado, nada fuciona direito =/ dai um certo diz você resolve quebrar todas regras, age por impulso, faz o que te dar na telha, age só por pura vontade. E ai as coisas seguem certo, tomam um rumo que você já nem esperava que pudessem tomar. Você é verdadeira consigo mesma e com os outros quando faz aquilo que tem vontade e não o que te disseram pra fazer ou seguir. Ai eu me pergunto, seguir as regras ou quebrar as regras? Quando eu segui deu sempre tudo errado, quando eu quebrei deu tudo muito certo mais só por um tempo (mas acho que esse tempo só durou pouco pela falta de instabilidade de uma certa pessoa :x talvez tivesse dado certo com outra pessoa, ou talvez não :x) ainda não tenho respostas pra minhas proprias perguntas :$ quem sabe um dia eu acho o caminho ou o jeito certo de fazer as coisas.. mais por enquanto eu ainda acho que prefiro regras quebradas, agir por impulso e fazer o que te der vontade o/

...

domingo, 21 de fevereiro de 2010

É tão bom :$

Chega a ser engraçado a história 'da gente', crianças na mesma escola, mesma turma, sempre par das festinhas de são joão, algumas fotos dessas época juntos, depois dos dois se perderem por ai, se acharem anooooos depois, rolou uma atração, uma amizade colorida, que por muuito tempo não passou de msg e conversas no msn. E depois de mais uns anoos, tá ai, eu um pouco na vida dele, ele tá um pouco na minha vida :$ e fazia umas duas semanas já que eu não o via, e eu estava com saudade. Eu estava sentindo falta da conversa dele, do beijo dele, do jeito que ele me olha, do jeito que ele tagarela quando tá meio nervoso assim que ele chega aqui, do jeito que ele para e fica me olhando por alguns segundos que parecem intermináveis e no final desses segundos de silencio, ele me dá aquele beeijo cheio de respeito e admiração na testa que me deixa suspensa no ar por alguns segundos, me sentindo desejada e respeitada ao mesmo tempo. Não sei se existe sentimento, e se existe eu também não sei ainda qual é. Só sei que é bom. É bom quando eu falo com ele, é bom conversar com ele, é bom quando eu to com ele, é bom ficar com ele, é bom. E isso me basta por enquanto.

...

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Serenata

"Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora,
e cantando pus-me a esperar-te.
Permita que agora emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silencio,
e a dor é de origem divina.
Permita que eu volte o meu rosto
para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho
como as estrelas no seu rumo!"


Cecília Meireles
...

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O 'novo' sempre vira velho ;~~

Ai você encontra alguem 'novo'. O novo lhe faz bem como outros não faziam, o novo lhe deixa feliz como os outros não faziam, o novo tem um jeito que te deixa encantada, fascinada, e então você já abre a boca e diz 'não gosto mais de fulano, esqueci dele'. Tudo bem, essa afirmação te faz bem querida, é fato. E você aceita o novo em sua vida de braços abertos, coração ferido querendo cura, e na cabeça variiiias nóias que você finge ter esquecido. Daí o tempo passa, o novo acaba (é fato, por muuuuito tempo muitos novos vão cehgar, muitos novos vão começar e muitos novos vão ACABAR), e ai você volta a todas as nóias de antes, a toda a tristeza de antes, a todas as dúvidas de antes, com o mesmo coração ferido novamente, e ai, eu não sei se isso acontece com todo mundo, mas ai você volta no passado 'memorialmente' e começa a sentir que nada daquilo passou de verdade, que você sente um carinho e talvez até uma certa atração por todos os ex-novos (hsuahsaushaushausha) e ai? Porque será que você lembra de tantos ou de alguns ainda? Porque você não esquece eles de vez? Porque na verdade aqueles que mais marcaram não conseguem ser de fato esquecidos? As vezes eu acho que é porque ainda não encontrei O CARA, ELE.. e por isso todos tem o lugar de um.. porque a gente gostava de uma coisa e outra de um e outro.. mas será? Será que um dia chega alguém que nos faz esquecer de todos? De verdade?

...

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

E se..

Não sei. Eu estava bem até ainda agora. Me sentindo segura e tal, mas agora do nada, ou talvez não, caiu tudo na minha cabeça de novo. Você tem que se fazer de forte, conformada, inteira e feliz quando algo acaba. Mas é hipocrisia, todo mundo sabe que por dentro você deve tá se matando ou morrendo.. no meu caso eu nem sei mais qual dos dois :S as pessoas tentam se enganar, procuram novos amores e talvez até dê certo, mas na maioria das vezes esse 'novo' amor ou não atende as nossas espectativas ou não da em nada.. se perde no vento do tempo. E ai, se você não tiver muuuuita coisa mesmo pra ocupar sua cabeça você volta as duvidas e perguntas iniciais.. 'e se eu voltasse com ele?' 'e se a gente tentasse de novo?' 'e se eu aceitasse o jeito dele?' 'e se ele pedisse pra voltar?' 'e se..?' milhaaaares de 'e se' aparecem do nada no meio das nossas mentes só pra confundir, desequilibrar, desestabilizar e perturbar nossas vidas. Eu não devia estar falando de você aqui outra vez, eu me comprometi comigo mesma que eu não ia mais escrever sobre você e muuuito menos publicar algo sobre você :x mas eu precisava desabafar e sentir que em algum lugar alguem ia ler isso e ter pena de mim.. não que a pena seja um sentimento muito bom.. pelo contrario, é o sentimento pior que você pode ter de alguém, mas era só o que eu queria no momento, um pouco de compaixão de alguem. Ou principalemnte um abraço seu, daqueles em que eu me encolhia inteira e me sentia protegida de tudo, daqueles que me tiravam do mundo real, daqueles que só faltavam me tirar o folêgo.. eu espero profundamente que ninguem envolvido nessa história leia alguma dessas palavras, e a minha soorte é que eu sei, você não goosta de leer.

...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Todos os amores :D

"Todos os amores são conchas vazias, todos os corações um dia são partidos. Mas quando a gente encontra alguém pra deitar do nosso lado e contar estrelas com a gente, é como se uma pérola só nossa brotasse dentro da concha e fizesse a gente esquecer o escuro e a solidão. Eu sei que você tem medo e eu também tenho, mas a vida veio pra ser vivida e, se um dia roubarem a sua pérola tenha apenas uma certeza: você não vai morrer e quando menos esperar outra pérola nasce. O nosso amor é burro, mas é bom. Quem escolhe se esconder dele por segurança não se machuca, é fato, mas também nunca conta estrelas de madrugada e nem, no final da vida, tem na lembrança um colar de pérolas pra contar."

Rani Ghazzaoui (Fragmento)
...

'..tudo passa, tudo sempre passará..' (8)

É muito dificil decidir que algo na sua vida chegou ao fim. É sempre dificil, e doloroso. Mas independente da dor que qualquer ponto final que tenhamos que por em nossas vidas, temos que coloca-lo na hora certa. O que passou não vai mais voltar, e é por isso que é muito importante destruir recordações, mudar de casa, doar coisas a orfanatos, virar o disco, limpar a casa, sacudir a poeira. Pare de ficar repassando na mente aquele videozinho chato que te lembra como foi tal perda e como você sofreu com ela. isso só vai te envenar mais e mais por dentro. é como tomar veneno esperando que a outra pessoa morra. Bote seus pontos finais, mas não por oorgulho, incapacidade ou sofriemento, mas sim porque tal coisa já se encaixa mais na sua vida. Deixe de ser quem era pra quem você é. E tenha plena certeza de quem você é antes de esperar que alguem veja quem você é. E lembre-se: ''Tudo que chega, chega sempre por alguma razão, e permanece ou vai embora por alguma razão!''

...

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Foi engraçado :D

Plena segunda feira de carnaval e minha prima resolve levar o sobrinho ao mcdonalds, 4 anos de pura alegria por sair de casa pra comer um mc lanche feliz (kkkkkkkkkkkkkkk). Fomos eu, minha irmã, minha priam com o sobrinho, e outra prima com seu filho. No meio do caminho o pequeno inventor começa sua narração:
- Mas é que lá tem um monte de carro que vira robô! - disse ele.
E minha prima perguntou: - Lá aonde Rafa?
- Lá titia, lá em marte!
- E como é marte meu piqueno?
- É vermelho titia, tudo vermelho. E tinha um robozinho, assim titia, bem pequenininho, que tava com dor na barriga.
- Porque ele tava com dor na barriga Rafa?
- Porque ele sentia tava com gosto de morango na boca!
(enquanto isso todo mundo se cabava de rir de como pode ser a imaginação de uma criança)
- Mas Rafa - disse minha prima - quem te contou tudo isso? Como é que tu sabe disso?
- É que um dia titia eu tava no meu quarto ai da minha cama eu olhei pro céu e vi marte, ai eu fui.
- E tu foi como?
- de avião com a minha mãe!
- E tu me leva lá?
- Não pode. Só pode ir quem é bebê.. (isso ele para e fica pensando e todo mundo esperando) aíí tiia, tinha um robozinho com dor de ouvido, porque ele tava sentindo cheiro de sanduiche!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk :x
Pois é, talvez não tenha tanta graça pra vocês, como teve pra mim e pra todo mundo que ouviu na hora ;) coisas de familia né.

Eu quero :x

Eu quero alguém que tenha coragem para me conquistar e medo de me perder. Que saiba amar coisas simples e mulheres loucas. Quero alguém que acredite na realidade, mas nem por isso deixe de sonhar. Que esteja farto de sonhos perfeitos, Romeu e Julieta, que esteja disposto a escrever uma história diferente de todas as outras. Quero alguém que entenda o que é TPM. Que me faça chorar de taanto rir. E que minta pouco, bem pouco. Quero alguém que goste de ler as coisas que eu escrevo. Que me dê presentes fora de época. Que me faça surpresas. E que goste de reggae, de rock, de um pouco de forro, de samba e pagode, enfim de um pouco de tudo (assim como eu). Quero um amor que me compre chocolates ou flores depois de uma briga. Que compre duas alianças como sinal de que ele acredita na gente juntos em algum 'pra sempre'. Que tenha uma casa. Com guarda-roupa. TV grande. Varanda no nosso quarto no primeiro andar. Jardim com muitas flores de uma lado e uma piscina do outro. Cachorros. E uma cama de casal. ENORME. E se for você, eu me contento com a sua presença (no lugar das flores e chocolates). P.s: se for cheiroso e beijar gostoso, pode esquecer tudo que eu disse :x

...

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

É isso ai ;)

Quando chega a época de carnaval é sempre a mesma coisa, todo mundo que você conhece só sabe planejar pra onde vai, o que vai aprontar, o quanto vai beber, com quem vai encontrar. Esse ano eu até tive a oportunidade de escolher qual seria o meu destino, perto de quem eu iria querer ficar. mas por incrível que pareça eu não quis de casa, ou mais ou menos isso, escolhi vir pra praia, com a família, e ficar de boa o carna inteiro. Só vendo as crianças correndo pela casa, um choro aqui ou ali quando um cai, uma risada mais na frente enquanto todos brincam, bagunça na cama, na sala, na piscina, no mar, na areia. Comidas boas, macarronada, empanado, feijoada, cachorro quente, refrigerante, bolo.. enfim, nem sempre agitação é sinonimo de divertimento. E é aqui, no meio dos meus, que eu ando me divertindo como nunca, numa conversa de madrugada falando dos outros, numa conversa na hora do almoço falando do passeio de barco que teve, entre conversas, casos e risos. Rindo sempre das palhaçadas que os primos e maridos das primas, tios e tias e amigos da família fazem depois de uma cana grande (kkkkkkkkkkkk') dançinhas esquisitas, caretas e sempre muita risada. É, no final das contas é com eles que eu posso contar sempre e pra sempre. E minha família com todas as suas loucuras, exageros, esquisitisses, qualidades e defeitos é a MELHOR do mundo.

...

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Tristeza não tem fim, felicidade sim! ♫

Faz tempo que eu não escrevo, que eu não coloco aqui algo com minhas próprias palavras. Talvez seja só por falta de tesão por escrever mesmo. Ou talvez tenha um motivo maior. Alegria demais, ou de menos. Sei lá. Só sei que no meu agora eu não sei de nada. Não sei o que eu quero, como eu quero, não sei o que vestir, o que falar, o que fazer, não sei o que eu quero comer ou beber. Simplesmente eu não sei. Eu acho que no fundo eu me cansei um pouco desse mundo tão covarde, de pessoas que não sabem e nem ao menos querem aprender a amar, desse mundo cheio de vícios que preenchem a vida das pessoas de uma forma que não deveria acontecer nunca, de forma alguma. Cansei de assustar as pessoas com esse meu jeito tão fácil de ser, de me dar, de me doar a quem eu tiver vontade com tamanha intensidade que quando me viram as costas, só eu sei o trabalho que dá pra me abaixar e juntar todos os meus cacos espedaçados no chão, só pra passar um tempo colando e juntando tudo pra vir outro alguém desleixado e me deixar cair de novo e assim, me despedaçar em cacos de novo. Não precisa entender o que eu escrevo. Afinal, eu acabo de assumir que eu sou um verdadeiro caos.
Cansei. Cansei de me dar de bandeja a quem não merece, quem não me quer ou não sabe como querer. Cansei de ser o tudo, o muito e o máximo das pessoas por tão pouco tempo. Talvez a única coisa que eu queira no momento é saber. Esconder meus ‘sei lá’ e ‘não sei’ em algum baú escuro e sair por ai com ar de gente decidida e invejada pelos outros, com um sorriso no rosto e um olhar firme.

...

Para os pais mais felizeees *-* 11.02.2010

‘’Para a mamãe Ellen e o papai Michel..

Queridos pais, eu estava me preparando para chegar no nosso lar, preguei um susto a vocês e a todos da familia, mas é que eu não estava no tempo certo para conhecer meus anjos na terra, que são papai Michel e mamãe Ellen, que maravilha, fiquei radiante quando Jesus disse: ‘‘Podes ir pra terra que seus anjos estão te esperando de braços abertos para te guiar e orientar, seja feliz no seu novo lar!’’

Já amo muito vocês, beeijos,
do seu(sua) filho(a) que vocês vão conhecer em breve!’’


P.s.: Carta enviada pela titia coruja Dena, que Deus abençoe esse anjinho que vem por ai na sua chegada e para sempre! Amamos vocês, Dena, Ray, Kika e Niloka.
...
cartinha que minha mãezinha fez pra minha prima que tá gravida e já tinha perdido um bebêzinho :D que ela seja muito feliz nessa nova fase da vida dela ;)

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Toda mulher tem um pouco

De puta, de criança, de maluca.
Toda mulher tem um pouco.
Falo por mim porque vivi pouco tempo para fazer afirmações maiores.
Falo por mim porque estou egoistamente presa na minha própria descoberta e existência.
Mas pelo que tenho visto por aí, toda mulher tem um pouco de tudo.
E como é difícil ser feliz com tantos poucos para agradar.
Fora os milhares de hormônios que tornam cada um desses poucos mais do que dá para aguentar.
E a cada suspiro, meus poucos se atrapalham: estou feliz ou com medo?
Estou cansada ou excitada?
Estou carente ou encantada?
Estou fria ou fugidia?
Numa única noite eu fui um pouco tudo, eu quis um pouco de tudo.
Quando alguém vai acompanhar meu ritmo?
Eu quis que ele não soubesse meu nome, depois quis ter o dele logo depois do meu.
Eu quis que ninguém soubesse de tamanha traição.
Depois quis gritar na janela como o proibido era sopro no meu coração.
Eu quis sentir o poder de abalar com a vida dele.
Depois quis que ele voltasse direitinho pra casa e esquecesse que existe a fraqueza.
Eu quis ele por uma aventura, uma risada, uma distração.
Depois quis o colo dele para sempre, mas fiquei com o meu pouco puta estampado na cara.
Como eu preciso ser amada meu Deus, pra parar de dar de bandeja o meu sorriso por aí.
Eu tenho meu pouco criança estampado em cada linha que escrevo e em cada bobeira que falo na espera de atenção.
Maluca?
Nas raras vezes que sou séria, me sinto tão maluca, que devo ser sempre maluca.
De pouco em pouco encho o papo de ansiedade.
Quando o muito virá?
Eu nunca poderia ser feliz sem meu pouco trágica.
Eu nunca posso estar satisfeita sem meu pouco idealista e eu nunca poderei ser mulher porque ainda falta pouco, muito pouco, mas eu sei que sempre faltará.
Me completo de poucos, mas sigo esperando demais de tudo.
Comida para cada um desses poucos que são buracos na minha alma.
Meu pouco puta, safada, tarada, não tem um pingo de compostura.
Meu pouco criança sofre e se diverte com o meu pouco louca.
Meu pouco adulta perdoa tudo porque tem total consciência do meu pouco criança.
Mas cada pouco espera o grande momento.
A grande virada.
O longo suspiro de paz.
Cada pouco espera o colo, a excelente trepada, o beijo silenciador de neuroses, o abraço aquecedor de angústias.
Cada pouca criatividade espera o salário digno, o carro novo, o cheiro de cada coisa minha conquistada, o sono de quem não deve um centavo a ninguém.
Corro no desespero desses dias, da vida que virá, dos sonhos realizados, da felicidade, do sorriso banguelo da pureza infinita de um ser gerado por mim.
Da luz.
Meu pouco pessimista sabe que nada disso pode acontecer.
Mas sigo com meu pouco otimista, aprendendo que ele a cada dia aumenta um pouco.
Quem em cada pouco põe tudo que é merece ser feliz.
E muito.

Tati Bernardi
...
ps.: eu realmente ando meio sem cabeça, sem coração, sem alma e sem vontade de escrever, juntando tudo isso a falta de tempo na internet pra postar alguma coisa.. mas eu sempre volto por aqui ;*

sábado, 30 de janeiro de 2010

Nervosismo

As amigas tinham combinado de irem a festa na sexta e ela bem que tinha se animado, mas queria companhia na festa. O dia foi agitado, amigas em casa, roupas, fofocas, shopping, casa de uma, casa da outra. Mas a tarde passou e da cabeça ela não o tirava. Queria que ele tambem fosse. Ele ficou de dar a resposta a noite, mas a resposta não chagava. E quando chegou ela se assustou. Ele dizia não poder ir (o que a deixava um pouco desanimada), mas disse tambem que podia passar a noite com ela, antes da festa. Ela ficou nervosa, mas de imediato respondeu que sim. Não sabia mais o que era 'ter um encontro' e pela primeira vez em anos ela estava nervosa porque ia encontrar alguem. As amiags diziam que isso que isso era bom, devia indicar que ele significava algo pra ela, e ela queria mesmo isso. Na hora que ela saio pra recebe-lo, seu estomago deu uma reviravolta, um frio estranho na barriga (que ela não sentia a um tempo). Ok, ela estava realemnte nervosa e isso não fazia parte dela, raramente ela ficava nervosa ou envergonhada. E quando ela viu ele, quando ela achou que o nervosismo dela ia aumentar, ele lhe deu boa noite. Mas não foi um 'boa noite' qualquer, foi um boa noite com boa vindas, com gostinho de quero mais, e de repente naquele beijo, o coração dela disparou e ela nem sabia porque. Ela só sabe que a tempos ela não passava um noite tãão boa, e na hora de se despedir e ir pra festa com as amigas, ela sabia, que já tinha ganhado sua noite.

...
desculpem o sumiço, estava sem imaginação pra escrever ;)
beijooos :*